segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Burgessos da Rapaqueca - Semana XVI

Parabéns Campeão, 2 meses sem ganhares no Dragão!

Ah pois é! Os "engraçudos" dos tripeiros fizeram um bolinho antes do jogo a dizer
"Parabéns Lampião, 10 anos sem seres campeão!",
mas depois do golaço do Geovanni a malta benfiquista vem podia ter retorquido com uma faixa do estilo:
"Parabéns, Campeão, este ano não ganhas no Dragão!" Eh eh.

Consta que o Geovanni vai ser promovido a segundo treinador de guarda-redes, para ensinar ao Quim como é que um gajo de metro e meio se deve posicionar no cruzamentos! Eh eh!

Os responsáveis do Glorioso é que finalmente lá perceberam que, para a malta conseguir empatar com os tripeiros, tinham de ir buscar um treinador que ainda era do tempo em que a malta pontuava no Porto!
Tristeza...

No final do jogo fiquei muito espantado com o Trappatoni. Ora depois do homem ter dito que o Benfica jogou muito melhor com o CSKA do que o ano passado com o Inter, eu pensei que o velhote fosse proferir qualquer coisa do género “O Benfica fez o melhor jogo desde a final europeia de 1962”! Eh!

Cá para mim este Trappatoni deve ser tio do Luís Campos…

Depois de Pinto da Costa no Porto, agora foi o José Veiga que assistiu ao jogo no banco de suplentes. Consta que o Sporting também quis aderir à campanha “Ponha um brutamontes sem maneiras no banco”, mas a Liga só permite um burgesso por equipa, e o Sporting já lá tem o Peseiro!

O Couceiro é que esteve muito bem ao referir que o lance entre o Karadas e o Ricardo- Caceteiro-Júnior Costa foi mal ajuizado. Cheira-me é que quando o Pinto da Costa vir a gravata que o Ricardo Costa fez ao Karadas vai ao balneário dizer-lhe:
“Oube lá, mas tu tás cum a mania de ser sincero?! O carton amarelo ao Ricardinho chega bem, ó morcão!”

Depois da jogatana, a primeira-dama da tripeirada, a sôdona Carolina “As pessoas conhecem-se, as-pessoas gostam-se, as pessoas amam-se” Salgado, resolveu dar espectáculo para a camioneta dos jogadores do Benfica.
Ao que parece, a simpática louraça, ao ver tantos homens sentados em poltronas, lembrou-se dos velhos tempos das casas do Reinaldo Teles! Eh! Maluca!

O Trappatoni é que fugiu ao assunto, e disse que quando os portugueses falam depressa ele não percebe metade das palavras.
Segundo consta, quando a Carol abriu a goela o velhote treinador do Glorioso só percebeu “Ó… …alho! …alho! …asse! …uta!” Eh eh eh!

É uma “lâide”!

A lagartagem lá ganhou e encostou-se à rapaziada do derby. Consta que o Estoril, depois das actuações do Yannick contra o Porto e do Amoreirinha contra o Sporting vai pedir uma indemnização ao Veiga por fraude: os homens pagaram o empréstimo de dois jogadores, e o Benfica mandou-lhes dois tijolos!
O Benfica até já estará a pensar em pôr uma cláusula nos próximos empréstimos que impeça os jogadores emprestados de jogar contra os grandes.

Entretanto, o Benfica joga para a taça com o Beira-Mar na Luz, e cá para mim cheira-me que vai ser jogo de goleada.
É que se o Benfica já levou dois com o Simão a jogar, sem o capitão é malta para levar quatro ou cinco!

Eu propunha é que o Benfica fizesse um acordo com a Liga e tranformasse os jogos do campeonato que faltam em jogos de Taça. É que, segundo parece, essa é a única hipótese de jogarmos com o Moreira na baliza! Eh eh! Não ponhas o miúdo na Taça, não…

Bom, cá nos vemos para a semana!

Abraço!

CGA

segunda-feira, fevereiro 21, 2005

Burgessos da Rapaqueca - semana XV

From Russia with Love

Pois é, esta semana o problema do Glorioso na UEFA foi a relva. Este Trappatoni faz-me lembrar o Santana Lopes, pá: a situação pode ser terrível, mas para eles a malta está sempre em alto astral, e se alguma coisa corre mal a culpa é dos outros!
Eu cá para mim não me admirava nada que o velhote viesse dizer no final da época que o Bibi e o Barbas lhe deram pontapés na incubadora! Eh eh!

No fundo, no fundo, foi um jogo inspirado na comemoração do Dia de São Valentim.
Como o dia geralmente se comemora jantando com a pessoa amada, os clubes resolveram dividir a tarefa: os Russos arranjaram o Love, e o Benfica levou o frango! Eh!

Eu tenho cá para mim que a sorte do Quim é ser treinado pelo Trappatoni. Fosse ele treinado pelo Jorge Sampaio, e já tinha sido dissolvido há muito tempo!

O embirrento treinador encarnado é que insiste também em dizer que o Benfica, cada vez que perde, fica mais forte.
Cheira-me que se isto continua assim, no final da época o Glorioso vai ser conhecido como o “Godzilla da Superliga”!

Vá lá que contra o Guimarães ganharam o joguito, mas para isso foi preciso “estacionar o autocarro” em frente à baliza na 2ª parte.
A malta do Vitória já disse que vai apresentar uma queixa à Liga porque, segundo consta, o autocarro que o Benfica lá pôs estava penhorado ao João Pinto! Eh eh!
Isto uma pessoa qualquer dia precisa de um pacemaker...

Quem esteve em grande foi o Rafael, que deu uma murraça no João Pereira que até podia ter aleijado o miúdo, não fosse ele do Casal Ventoso.

O pior é que um tipo já está tão habituado a estas cenas que já nem diz: “Olha-me este safado!”, mas sim “Olha o novo reforço do Porto!” Eh!

Entretanto, esta semana a Comissão de Arbitragem decidiu que nos jogos do Sporting vão existir dois lançamentos de moeda ao ar: o primeiro para determinar campo e saída de bola, e o segundo para saber quem é que marca os penalties dos lagartos!

Falando ainda nesse lance, estive a matutar durante a semana e lá percebi porque é que o Liedson, que resmunga por tudo e por nada, não resmungou com o Sá Pinto: já lhe devem ter contado que o último tipo que embirrou com o Sá Pinto foi o Artur Jorge! Eh eh! Não te ponhas a pau, não…

Em Leiria o Sporting fez um jogo perfeitamente atípico: o minorca brasileiro não marcou nenhum golo, e o mãos moles também não sofreu nenhum!
Eu até acho que o Ricardo está a atravessar a melhor fase da carreira: já há dois jogos que não sofre golos! Eh eh!

O raio do Costinha é que este fim-de-semana fez tudo ao contrário. Então num fim-de-semana em que toda a malta que percebe de política, mais o Manuel Monteiro e a sôdona Carmelinda, já sabia que todos os Ministros iam levar uma sova, vai-me este e marca o golo da vitória do Porto.
Tu não és digno de seres Ministro, ó marmelo!

Quando vi o Lourenço cair na área e o árbitro fazer vista grossa, percebi que realmente o Couceiro é um mestre táctico. O homem ainda só treina o Porto há três jogos, mas nota-se que o clube já reencontrou o “sistema”!

Para finalizar, deixo um conselho em primeira-mão à malta lagarta.
Já que andam todos com vontade de pôr o Dias da Cunha no olho da rua e arranjar um substituto para a recta final do campeonato, aproveitem o Santana Lopes: o homem está desempregado, já foi presidente do Sporting, e acabou de provar o que consegue fazer em quatro meses! Eh eh eh eh eh!

Cambada de bichos!

Portai-vos!



CGA

sexta-feira, fevereiro 18, 2005

Um minuto de silencio...


Segundo fontes tão fidedignas como o Alexandre Frota, morreu o gato de uma amiga de um dirigente histórico do PSD.

Pedro Santana Lopes já reagiu a este incidente, afirmando que todas as acções de campanha do PSD serão canceladas.

Paulo Portas vestiu uma gravata preta e referiu “Todos os partidos deviam cancelar as suas acções eleitorais e prestar a devida homenagem ao nobre Tareco.”

Louçã reagiu a Portas dizendo “Esse senhor não tem moral para falar do Tareco porque nunca gerou um gato. Não é como nós, que nas nossas festas no meio da erva vamos com toda a gente sem excepção.”

Jerónimo de Sousa, após saber da morte dedo animal, escreveu num papel “Perdi a voz mas ainda não perdi a esperança na recuperação do Tareco.”

Sócrates referiu “O PS tem um plano tecnológico para ressuscitar o Tareco.” Sobre a menção de Louçã a eventuais relações homossexuais homem-gato acrescentou “Não é uma prioridade eleitoral, mas sou muito liberal em relação a esse tema. Muito liberal.”

CGA

segunda-feira, fevereiro 14, 2005

A força do PP

Depois de Freitas do Amaral distribuir abraços pela esquerda, e de Pires de Lima usar a expressão “Assim se vê a força do PP”, o blog do burgesso teve acesso a um excerto de um dos discursos do final da campanha do PP, a cargo de Telmo Correia:

– Não votem PS, porque eles já mostraram que piscam o olho à direita, governam mal os trabalhadores, querem entregar os capitais do Estado às grandes famílias oligarcas, e praticam a política do “Quero, posso e mando.”

Consta que este PP está tão esquerdista que está previsto um dos seus elementos gerar vida ainda este ano.


CGA

Esquerda “Fashion”

Está definitivamente comprovado: depois de Manuel Alegre, Freitas do Amaral torna-se no segundo indivíduo assumidamente de esquerda a usar gravata.
Mudam-se os tempos, mudam-se as modas…
CGA

Nobre Guedes, essa musa inspiradora...

Pronto, lá tenho eu de vir falar da musa inspiradora do Baretti (para quem não sabe, é a versão “alcunha” do Miguel Ângelo Pacheco), mas era inevitável.

É que, depois de ver Nobre Guedes a apelar ao voto nos verdadeiros amigos do ambiente, dou comigo a pensar: Mas afinal o homem corre pelo PP ou pelo Partido Ecologista “Os Verdes”?

Alguém que se assuma nesta campanha, pá!

Já não bastava o Santana não assumir que faz boatos, o Sócrates não assumir que é gay, o Portas não assumir que faz campanhas de esquerda, o Jerónimo não assumir que o Partido está acabado e não é internamente democrata, e o Louçã não assumir absolutamente nada, só me faltava o Nobre Guedes!


CGA

TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO
Superliga e Campanha Eleitoral: cara de uma…


Meus caros, ainda ninguém deve ter dado por isso (nem vai dar, porque isto são analogias só ao alcance de mentes desviantes), mas as corridas ao título de Governo e de Campeão da Superliga são siamesas.

Basicamente, são duas corridas compostas por 5 partidos (clubes) que lutam para chegar a algum lado, e o resto só serve para tentar lixar a vida e roubar uns votos (pontos) a esses cinco.

E essas cinco forças são:

Futebol Clube do Porto (ou PPD/PSD) – É o partido que está no poder e detém o título. Depois de dois anos em que até se portaram bem, o primeiro-ministro antigo fugiu para a Europa e o tipo que cá ficou estragou tudo em meia dúzia de meses. Ainda se mantêm na corrida, mas dentro do partido já há quem não acredite muito neles.

Sporting (ou PS) – Muitos acreditam ser a nova força de poder, mas esta gente é especialista em dar tiros no pé. O líder fala, fala, fala, fala, mas não sabe muito bem o que diz. Dizem que é da escola do antigo primeiro-ministro Mourinho, mas aquilo é comparar odor de flatulência com perfumes de marca.

Benfica (ou PC) – Os vermelhos da política portuguesa eram os grandes percursores da nova política há 30 ou 40 anos atrás. Agora são um grande dinossauro vermelho a quem já poucos ligam.
Os da bola ainda se tentam renovar, os da política arrepiam-se só de ouvir falar em renovadores.
Ambos têm secretários gerais do tempo em que farmácia se escrevia com “ph”, e por incrível que pareça o do PCP consegue ser mais novo que o do Benfica.

Boavista (ou PP) – Jogam pela direita, pela esquerda, pelo centro, é pancadaria para todos os lados. O que interessa é ganhar votos (ou pontos). Já estiveram no poder e isso dá-lhes um certo estofo. Cuidado com o líder desta gente, o homem é ambicioso e joga com tudo o que tem (e o que não tem).

Braga (ou BE) – É a nova força vermelha. Já provou que está à altura (em termos de votos/pontos) dos antigos vermelhos, e se a malta comunista/benfiquista não se põe a pau, os tipos ultrapassam-nos.

O resto são indivíduos engraçados como o Luís Campos, que tem tanta piada a falar como a senhora do POUS, ou o Marítimo, que é uma filial do Sr. Jardim e funciona como o PNR lá da Madeira (defendam as nossas frunteiras da malta do cuntenénte!)

Vamos lá ver se no final não ganham os mesmos. Eu pessoalmente espero que não, até porque, em termos futebolísticos, sou comunista!

CGA

Burgessos da Rapaqueca - Semana XIV

Todos juntos, todos juuuuntos…

Este campeonato parece uma competição de danças de salão: joga-se a quatro, com o par de Lisboa a competir contra o par do Porto! E se não se põem a jeito, ainda vem um dançarino a solo de Braga.

Por falar em Braga, que grande joga no sábado, pá! Só não percebi como é que o Trappatoni, com o jogo a zero, substituiu o Geovanni pelo Bruno Aguiar. Eu fiquei cá a pensar: se aquilo é uma opção atacante para 0-0, o que é que o velhote faria se estivéssemos a perder? Tirava o Nuno Gomes e metia o Paulo Almeida?

Ainda assim, para quem mandava bitaites à defesa do Glorioso, refira-se que em dois jogos com o Braga não sofremos nenhum golo. Nada, zero, nicles!
Ou seja, menos 4 golos do que os portistas sofreram, e menos 3 do que o Sporting vai levar!

O Quim fez uma defesa por instinto junto ao chão, daquelas defesas que, segundo os especialistas, estão ao alcance de poucos guarda-redes. Pudera, normalmente os guarda-redes têm as mãos pelo menos 20cm mais longe do chão que o Quim! Eh!
Isto de ser anão também tem vantagens, com a breca!

Para quem tem 8 jogos em menos de um mês, isto começou bem: o Petit acabou agarrado a uma coxa (e não estou a falar de meninas do Parque Eduardo VII com problemas nos membros inferiores) e o Rocha deu o berro.
Cheira-me que, pelo andar da carruagem, o Glorioso no final do mês pode fazer um Carnaval dos Hospitais, pá!
Vai ser como diz o povo (ou se não dizer devia dizer): “Março, Marçalhão, manhã no ginásio, tarde em recuperação.”

Na lógica do dia dos namorados, os lagartos deram 5 e lá se reconciliaram com os associados. Cheira-me é que isto vai ser uma relação de adolescentes: para a semana chateiam-se outra vez! Eh!

O Carlos Brito é que ficou fulo com os seus jogadores. É que sinceramente, sofrer cinco golos ainda vá lá, mas passar 90 minutos no mesmo relvado que o Sporting e não marcar nenhum golo ao Ricardo… haja vergonha!

Quem já estava na pré-reforma e de repente reapareceu em grande foi o Sá Pinto.
Conta-se nos meandros da bola que ele foi assistir à exposição “Plumas e Dinossauros” e trocou os ossos dele por uns em melhor estado! Eh eh!

Mais a norte, a Confederação Brasileira do Porto ficou em branco e lá perdeu mais dois pontos no Dragão. Da forma como eles jogam já há quem diga que não são dois pontos perdidos, é um ponto ganho!
Os homens andam com tanta falta de pontaria que, além de não terem marcado um único golo, não conseguiram acertar uma cotovelada em nenhum adversário! Eh eh! Andam mesmo vesgos, os tripeiros.

Entretanto – e voltando à lagartagem – o Sporting, além de dar um baile de bola ao Rio Ave, pelos vistos também anda a dar umas “reviengas” ao Fisco.
Os lagartos lideram a tabela classificativa da Superliga, e a tabela de “caloteiros do Bagão”!
Ao ver o top da “Tabela Classificativa do Fiado”, percebi porque é o Bagão barafusta tanto com este assunto: não está lá o Benfica! Eh eh!
Se lá estivesse o Glorioso o Bagão Lampião já não fazia ondas: é que como dirigente benfiquista ele ainda tem alguma hipótese, mas já ninguém o grama como Ministro!

Continuando nesse clube à beira da falência que é o Governo, o Zé Mourinho vai receber uma condecoração relâmpago do (ainda) primeiro-ministro Santana Lopes.
José Mourinho vai receber um Colar de Mérito Desportivo, também conhecido por Colar "Sou-um-Gajo-Fixe-Porque-Disse-Que-Era-De-Centro-Direita"! Eh eh eh!

Eu hoje ando com umas piaditas políticas, ando…

Cambada de bichos, é o que é!

Inté!
CGA

sábado, fevereiro 12, 2005

Coreia do Norte: Que grandes malucos!

Os tipos da Coreia do Norte já provaram que, para além de serem os democratas favoritos do Dr. Bernardino Soares e de terem o limite máximo do tamanho do cabelo decretado por lei, são também uns tipos muito porreiros e espertos que fazem armas nucleares e tudo.

E dizem-no abertamente para a sôdona Rice ouvir: “Temos muitas armas de destruição massiva e tal…! Vamos manter a democracia do Bernardino!”

Tivessem vocês petróleo, e haviam de ver se o tio Bush não vos chegava a roupa ao pêlo, seus comunistas de meia tigela!

Portanto, senhor Ministro dos Negócios Estrangeiros Coreano: da próxima vez que quiser se mesmo ofensivo e andar à bulha, vá a televisão e diga: “Americanos, andámos a escavar em PyongYang e encontrámos fugas de petróleo a dar com um pau!”

Não lhe dou dois meses até ter a casa cheia de contingentes humanitários.


CGA

O que nós descobrimos, pá!

O PCP lá se vai preparando para eventualmente se coligar ao PS, estando todos os pormenores a ser tratados por Sócrates e Jerónimo.

O último terá sido o nome da eventual coligação: segundo apurámos, irá chamar-se Coligação “Plumas e Dinossauros”.


CGA

TESTES PSICOSSOCIAIS DO BURGESSO
Criminalidade: Serei um líder inato?


Responde às perguntas que aparecem em baixo, conta as respostas que fizeste e no final percebe se tens o que é preciso.

Podes marcar as respostas certas furando a alínea com uma naifa ou apagando as outras hipóteses com uma linha de coca.


1. Acabaste de ver uns ténis que custam 120 euros. A tua mãe deixa a carteira à vista com os 200 euros que recebeu da limpeza dos prédios. O que fazes?
a) Aviso a mamã para se proteger, depositando o dinheiro no banco
b) Bem, ainda lhe sobram 80 euros para as compras do mês…
c) A velha não tem dinheiro na carteira. Quem recebe e gere a guita sou eu.

2. Um cego anda a pedir numa zona chique da cidade e factura 150 euros por dia. O que fazes?
a) Já não lhe dou a moedinha que ia dar, só o ajudo a atravessar a rua.
b) Apanho-o um dia a jeito e roubo-lhe os 150 euros.
c) Faço-o perceber que, ou me dá 75% da receita diária, ou vai ser o primeiro cego a ver estrelas.

3. A polícia entra no teu bairro e prepara-se para fazer um rusga. O que fazes?
a) Dirigo-me aos senhores agentes e identifico os principais traficantes do meu prédio.
b) Desfaço-me do xito antes que a bófia me bata à porta.
c) Dou-lhes os 100 euritos da praxe e mando-os pregar para outra freguesia.

4. Há rumores de que Zé Chibanga, o maior traficante de um bairro vizinho, quer ser dealer na tua zona. O que fazes?
a) Arranjo um part-time para a renda da casa. É melhor fugir deste bairro.
b) Fixe, a concorrência baixa os preços!
c) Coitado do Zé, era um bom rapaz…

5. A polícia marítima reforça o combate à droga e a matéria importada da Colômbia começa a escassear. Qual a tua opinião?
a) É um bom começo, mas há que ter em conta que, havendo menos, custa mais. Logo, as pessoas têm menos acesso, entram em desespero e pode aumentar e piorar o tipo de criminalidade.
b) É por essas tretas e por outras que eu tenho uma planta de cannabis no quintal.
c) Há que reforçar tanto a nossa produção nacional no Alentejo como os contactos que temos via terrestre, mormente com os nuestros hermanos que recebem haxixe do norte de África.


RESULTADOS DO TESTE

Maioria de respostas a)
Fizeste este teste por brincadeira, certo? O gang mais perigoso do qual podes ser líder é o gang dos Escuteiros. São bué de radicais, e andam na rua com paus e tudo. Vai ser a loucura.

Maioria de respostas b)

Podes muito bem vir a fazer parte de um gang, mas nunca como líder. Se queres um conselho, fuma o teu charrozinho nos festivais de rock e tal, e vai tirar um curso profissional.

Maioria de respostas c)
Tens estofo para lidares com os adversários, tens visão de negócio, não tens pena nem da tua própria mãe. Parabéns, miúdo, és a escumalha em estado puro.
Vais longe, e Portugal é demasiado pequeno para um visionário como tu.
Se queres um conselho, emigra.

CGA

TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO
O subconsciente esquerdista do PP

Pronto, é ler o título e pensar logo: “Lá vem este e as teorias do elefante cor-de-rosa”.

Pois bem, caros leitores – eu ainda sou daqueles que acredita que há alguém para além do Miguel que lê o que eu escrevo –, desta feita provar-vos-ei que a teoria é mesmo minha, e que o Babar não teve nada a ver com isso.
Ora vamos lá então dissecar a génese do título e depois acho bem que metam comentários a pedir desculpa por pensar que eu não jogava com o baralho todo:

1. O slogan:
PC: Assim se vê a força do PC!
PP: Assim se vê a força do PP!

Para quem ainda está a pensar “Eh pá, ó Cláudio, isto não tem nada a ver!”, refira-se que ouvido soa mais parecido do que escrito. A sério.
Mas realmente, lendo assim com mais calma saltam à vista algumas diferenças.
Com a breca, isto não tem mesmo nada a ver.


2. O hino:

PC: Avante, camarada, avante // Junta a tua à nossa voz
PP: Para a voz de Portugal ser maior // Junta a tua voz à nossa voz

Eu no slogan até admito diferenças, mas uma pessoa olha para esta letra e a primeira coisa que pensa é “Cruz credo, a Dina é comuna!”


3. O líder:
Como todos sabem, Paulo Portas tem dois irmãos: uma (Catarina) é mulher e o outro (Miguel) é de esquerda.
Ora, se existem teorias que defendem que Paulo foi buscar a sua orientação sexual à irmã, é bem possível que tenha ido buscar a orientação política ao irmão.
Simplesmente, como não gosta de ser seguidor de ninguém vestiu uma gravata e inscreveu-se num partido de direita.
É uma teoria sólida, digo eu.


4. Os adereços:
Sem ter pins com foices, martelos, bandeiras de Cuba ou imagens de Che Guevara, aquela boina do Portas nas visitas às feiras não engana ninguém.

E agora não me venham dizer “Ah, o D.Duarte é monarca e também usa boina”.
Pois usa, mas é para ir à caça.
E depois dizem-me “Ah, também o Portas.”
E eu digo-vos… ok, eu esta dou de barato.


E pronto, depois de toda esta explicação lógica que prova que o PP caminha inexoravelmente para Oeste - que é como quem diz para a esquerda de uma forma mais cuidada - venham lá novamente as críticas, vá.
Venham lá os “Lunático!”, “Alucinado!”, “Larga a heroína!”, e essas coisas.

CGA
TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO

O dilema sócio-económico das viagens de baixo custo
.
Para combater as companhias de baixo custo, a TAP lançou bilhetes a 60 euros para destinos na Europa. O mercado das viagens a custos reduzidos é cada vez mais uma realidade dos nossos dias.

Ora o que para uns é uma simples oportunidade de viajar a baixo custo, afigura-se para mim como uma problemática de índole económico-social de proporções incalculáveis para a estabilidade do País.
.
Pior que a visita do Sampaio à China.
.
Pior que o domínio empresarial espanhol.
.
Pior que uma coligação PS / PP / Bloco de Esquerda.
.
Quer dizer, o Louçã e o Portas juntos… ok, esqueçam a coligação. Mas é pior que as outras.

Se o(a) digníssimo(a) leitor(a) ainda não pensou nisso, é então minha obrigação elucidá-lo(a):

1. Passa a ser mais barato vestir-se no Harrod’s do que no Colombo – quebra no comércio das grandes superfícies;
.
2. Chique não é poder ir ver os tios à Suiça; chique, chique é ter posses para visitar as primas de Bragança – quebra de receitas nas já de si paupérrimas empresas de exploração de pontes e auto-estradas; desertificação do interior
.
3. Falando em Bragança, grande parte dos negócios da região devem sentir uma perda de lucros assinalável durante a promoção da TAP, porque Amesterdão tornou-se, subitamente, um mercado competitivo – quebra de receitas na área do alterne e afins (se bem que isto em termos de impostos é zero. E viva a ilegalidade.)
.
4. “Algarve?! Mas tu julgas que eu nado em dinheiro ou quê?!” será uma frase cada vez mais em voga – quebra de receita no turismo
.
5. Pode-se, literalmente, levar a sogra para TODO o lado nas férias – aumento do número de pedidos de divórcio nos próximos anos
.
6. Se optasse entre ir ao ginásio todos os dias ou visitar a Europa uma vez por mês… – quebra na receita do negócio de actividade física; aumento dos problemas de saúde física e psíquica (stress); aumento do custo que o Estado suporta com a saúde pública

Agora podem vir dizer que somos nós que somos lunáticos, mas uma coisa vos garanto: todos temos uma perfeita noção da realidade. Quer eu, quer o Miguel, quer todos os elefantes cor-de-rosa e hipopótamos verdes de 5 patas com quem habitualmente falamos.

CGA

ESQUERDA, VOLVER!

Isto está bonito, está: é o Freitas do Amaral que dá abraços, o Pires de Lima que plagia o slogan dos comunistas… agora até o Cavaco Silva teria virado à esquerda.
E eu tenho algumas considerações a fazer sobre esta última “viragem”:

1. Cá para mim isto foi mais um boato do “Rei do Boato”, para quando perder as eleições poder usar a já célebre expressão “A culpa é do Cavaco!”

2. Pelo andar da carruagem, ainda alguém nesta campanha vai conseguir provar que o Salazar era de esquerda e nutria especial carinho pelos comunistas.

3. Se alguém tinha dúvidas de que Alberto João Jardim estava senil, atente-se no seu último discurso: “O professor Cavaco e o professor Freitas (do Amaral) são duas faces da mesma moeda, e essa moeda pertence ao Portugal velho, pertence à brigada do reumático desta III República", que é basicamente uma versão política e hardcore do discurso do Dias da Cunha.

Se não acredita, caro(a) leitor(a), sugiro as seguintes substituições:

a) “professor Cavaco” = “senhor Pinto da Costa”

b) “professor Freitas” = “major Valentim Loureiro”

c) “Portugal Velho (…) III República” = “sistema”.

Agora leia lá em voz alta. Ah pois é, ah pois é…


CGA

segunda-feira, fevereiro 07, 2005

Burgessos da rapaqueca - semana XIII


Liga dos Cavalheiros Extra Ordinários

Está visto que os burgessos andam armados em cavalheiros: o raio dos clubes parece que estão numa porta de entrada para o primeiro lugar a dizer uns aos outros:

- Passe, amigo.

- Ó amigo, depois de si.

- Ora essa, por quem é… Passe passe.

- Qual quê, não seja tolo.

Só espero que o Boavista não ganhe ao Setúbal, para o Benfica não ser líder.

É que, pelo andar da carruagem, quem ficar na frente é certo que para a semana leva na pinha!

Nesta altura carnavalesca, a Madeira e o continente decidiram trocar de cabeçudos: eles mandaram o Alberto João Jardim para Castelo Branco, e nós mandámos-lhe o Sporting!

O mais engraçado é que, mesmo sendo muito cabeçudos, o Marítimo conseguiu enfiar-lhes um Barreto.

Os treinadores lagartos disseram antes do jogo que era altura de dizer “Basta!” e os sócios são gente para levar o aviso à letra e ir para os treinos dizer “Basta, Peseiro! Vai para casa!” Eh eh eh!

O Liedson é que não resolve puto na Madeira. Como diria o João Pinto do FêCêPê, “o homem só resolve jogos em Portugal.”

Mas eu acho que ele é o menos culpado de todos. É que o anafado goleador vai tantas vezes ao Brasil que cada vez que apanha um avião entra no modo “Estou de férias”!

Quem não ajudou tanto à festa como os lagartos foi o Yannick.

O terceiro guarda-redes do Glorioso mostrou que deve ser para aí o jogador mais inútil para o Benfica dos últimos tempos, a par do Thomas e do Paulo Almeida.

Que grande frango, ó careca!

O Baía, por outro lado, provou que é para aí um dos melhores guarda-redes do Mundo. Aquele truque de defender a bola para a trave só estava ao alcance do já mítico Preud’Homme.

O Estoril só conseguiu marcar de penalti, e a culpa foi do Couceiro.

É que o novo treinador portista deve ter avisado os jogadores que não queria agressões, porque não se deve acertar no adversário mas sim no esférico.

Vai daí, o Costinha afiambrou uma cotovelada na bola! Eh eh!

Pronto, sempre deu menos trabalho à Comissão Disciplinar da Liga.

Além do Marítimo, quem também deu 3-0 a uns pobres coitados foi o Benfas.

O Nelo Vingada achou que 3 golos eram muita fruta, mas cá para mim os defesas da Académica fizeram de propósito: quiseram manter o estatuto de “Equipa que sofre tantos golos fora de casa como o Sporting”!

O simpático treinador da Académica disse que a partir do terceiro golo o Benfica baixou e a Académica atacou, e isso é uma boa ilação a retirar. Eu até já estou a ver as dicas do Vingada no próximo jogo:

“Malta, isto é enfardar três golos o mais depressa possível, para termos mais tempo de explanar o nosso futebol!”

Ou seja, o Vingada ainda guarda ensinamentos tácticos do tempo em que era adjunto do Graeme Souness! Eh eh!

(Para quem não se lembra, o Souness era aquele treinador benfiquista que tinha uma especial admiração pelos testículos do Thomas)


Se marcar 3 é porreiro, o Quim não sofrer golos é de uma pessoa ficar de cara à banda. Mas comecem-se a habituar, malta: já é a segunda vez que isso acontece este ano!

O Hugo Leal é que, apesar de ter perdido, deve ter ficado com o ego inchado.

O homem conseguiu ouvir mais assobios e piropos na Luz do que a Marisa Cruz ouve no Bessa!

Só faltava os adeptos benfiquistas cantarem como aqueles tipos do programa do Herman: “És-tão-bo-a! És-tão boo-a!”

Coitadinho do Hugo Leal, pá: Saiu do Benfica porque não queria receber ordenados atrasados, e vai para a Académica, onde nem sequer tem prémios de jogo! Eh eh!

Os homens perdem tudo, com a breca!

Em termos de mercado, o Benfica, ao que parece, vai tentar contratar o João Alves do Braga para a próxima época.

Eu cá digo que se é para ter outro “luvas pretas”, não gastem dinheiro à toa, amigos: metam o Mantorras em campo!

Cambada de bichos, é o que é!

Inté!

sábado, fevereiro 05, 2005

Com a breca, jovem, 500 visitas!

É mesmo verdade, "Pertegal"! 500 visitas em 80 dias!

Ou seja, eu e o Miguel fizemos qualquer coisa como 1 visita e 2,125 refreshs por dia! Cada um!

"Espectáculo!", digo eu. "Puro parasitismo social", dirá uma pessoa lucida.

CGA

Uma política de Choque

Todos nós temos consciência que a politica actual é uma batalha. Choque fiscal, choque tecnológico e choque de valores não parecem mais do que nomes para operações secretas da CIA no Médio Oriente.

Eu acho que os políticos portugueses deveriam era aplicar o “Choque Mental” para ver se subiam o nível da campanha, dado que, da última vez que consultei o meu barómetro moral, a campanha das legislativas 2005 estava classificada entre o Big Brother famosos e a Gisela do Masterplan.

MAP

Isto é que publicidade!

Não obstante a ideia ser bonita (voluntariado), o que prima mesmo é a mensagem forte e dinamizadora que o anúncio do Oceanário passa aos jovens:

Jovem, queres uma vida cheia de perigo e aventura?? Estás fartoª de half-pipes, para-pentes e jet-skis?? Queres conhecer adrenalina a sério?? Então junta-te ao Programa de Voluntariado do Oceanário de Lisboa!!

Eu se não fosse pai de filhos largava era já o emprego e ia sentir adrenalina a acompanhar escolas nas visitas ao Oceanário.

- Oh senhor voluntário? O que é aquilo ali ao fundo?
- Olha, puto, é uma corrida de tartarugas gigantes! 'Tás a sentir a adrenalina?!
- Eu cá não sinto nada...
- Ah, pá, isso é porque ainda não és voluntário!

O para-pente e jet-ski é que 'tá bem pensado. A malta que não faz isso e só tem dinheiro para comprar uma bola de futebol no hipermercado também não perde tempo a ser voluntário, vai trabalhar para as cadeias de fast food.

Eu punha era o anúncio lá mais para o Verão, porque em Janeiro não deve haver muita malta a fazer para-pente e jet-ski de modo a ficar farto. Digo eu...

CGA

sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Homens para a cozinha! Só votam as mulheres!

Pérola da entrevista de Agustina Bessa Luís a'O Independente:

- Só as mulheres é que deviam ter opinião num referendo sobre o aborto?
(ABL) Penso que sim. É um assunto que tem a ver com as mulheres.

Ó Dr. Portas, se acha que não tem moral para falar de aborto com o Louçã, experimente com a Agustina!

Com esta estória da ABL eu dou por mim a pensar: e se houver um referendo sobre a despenalização da pedofilia, quem é que pode votar? O Bibi?!

CGA

Condoleezza, a Lili Caneças das guerras…


A sôdona Condoleezza Rice – essa grande heroína dos Vulcanos – garantiu em Londres que um ataque ao Irão não está na sua agenda.

Segundo nos foi informado, a Secretária de Estado terá ainda tentado imiscuir tal evento na sua agenda, mas já tinha uma consulta no dentista a essa hora.

Mesmo assim a simpática americana terá colado um post-it no frigorífico a dizer: “Não esquecer. Limpar o sebo aos iranianos.”

CGA

O verdadeiro debate eleitoral

O Blog do Burgesso lança aqui, para essas largas unidades de leitores que nos seguem, a transcrição integral do emocionante e abrangente debate político que pôs frente a frente líderes de vários partidos com alguma expressão no nosso país, e que teve direito a transmissão televisiva em horário nobre no famoso Canal Pirata do Fogueteiro, na passada quinta-feira, moderado pelo já célebre Adelino Burgesso, esse ícone do jornalismo pirata.

Moderador: Boa noite. O Underground Político Português (UPP) é cada vez mais uma força emergente e com voz neste país, vincada no boom de blogs e outros meios de comunicação em que vozes anónimas se erguem e se assumem como as verdadeiras consciências políticas deste país.
Como há uma infinidade de correntes políticas no UPP, decidimos convidar apenas líderes dos maiores partidos do UPP, isto é, aqueles que englobam mais de dez militantes.
Comigo tenho os seguintes convidados:
Dr. Peter Lopes do Partido da Revista Social e Democrata (PRSD),
Dr. Chico Parte a Louçã do Bloco de Direita (BD),
Dr. Paulo Salazar do Partido Impopular (PI),
Dr. Jerónimo Cunhal do Partido Comodista (PC),
Dr. Zé Aristóteles do Partido Social à Vista (PSV),
e a grande revelação desta campanha eleitoral, Dr. Dias do Sistema do Partido “Os verdes de Alvalade” (POVA).

Moderador: Boa noite, meus senhores. Quais são, para vós, os pontos fundamentais para conseguirem tocar a população portuguesa?

POVA: Eu acho que ponto fundamental a aflorar aqui é a problemática do sistema. E o sistema aqui tem duas faces: a Esquerda e a Direita. E enquanto se mantiver este sistema o país não avança com transparência.

BD: Temos de visar o tema da deslocalização. Eu sou totalmente a favor da deslocalização das empresas.
Senão veja: se nós permitimos que os povos africanos e de Leste se desloquem para Portugal, que os trabalhadores portugueses se desloquem para fora, que moral temos para dizer aos patrões: “Não, não, os senhores não se deslocam!”?
Ainda por cima quando toda a gente sabe que na China se trabalha aos fins-de-semana e tudo, não é como esta cambada de molengas, e ainda por cima não ganham os ordenados principescos que se ganham neste país e que atingem, e isso eu sei e não admito que me desdigam, os 80 contos por mês!
Ora a descansar dois dias seguidos e a ganhar assim, querem o quê? Se calhar ainda querem subsidiozitos para o transporte e para o almoço, não?!

PSV: Mas uma empresa não se deve deslocar, Dr.

BD: Mas não deve porquê?

PSV: Ora, não deve porquê… porque é o que está escrito no teleponto que eu tenho à frente.

BD: Mas alguém se dignou a ler revistas de saúde? Meus amigos, para se ser saudável é necessário caminhar, fazer exercício, mexer-se! Ora uma empresa que não sai do mesmo sítio não se mexe, logo não é saudável! Se as empresas não são saudáveis, logo a Economia não é saudável, logo as pessoas não têm poder de compra, logo passam fome.
Conclusão: se não se deslocam as empresas, a malta acaba por morrer, pá! Isto é básico! Ou eu sou algum visionário?

POVA: Eu já não me lembro se já frisei este ponto, que considero fundamental para esta conversa, mas eu creio que o problema fulcral está no sistema.

PRSD: Eu acho que o ponto fundamental para tocar nas portuguesas é o ponto G, porque é de longe o que mais as excita.
E é aí que reside o meu grande trunfo: eu sei onde fica o ponto G das mulheres, ao contrário de outros, que quanto muito sabem onde fica o dos homens! Ah ah ah! Esta foi gira!

Moderador: Está a referir-se indirectamente às escolhas sexuais de algum candidato da oposição?

PRSD: Não, ouça, para mim a vida pessoal de cada um é irrelevante em termos políticos.

PSV: Eu gostaria apenas de dizer que o PSV tem ideias muito claras acerca deste assunto, de matéria relevante para a vida dos portugueses.

Moderador: E que são…?

PSV: …muito claras. São muito claras. Foi o que acabei de dizer.
São claras e definem um choque tecnológico na vida dos portugueses.

PI: Para nós, e sendo Portugal um país de mar, o fundamental é a defesa do mar, porque o mar é útil. Temos para isso em carteira mais dois submarinos e um porta-aviões para compra. Os portugueses sabem que eu dou importância à nossa retaguarda, porque a retaguarda é útil.

Moderador: Mas o Prof. Cadilhe referiu há dias que somos um país de marinheiros…

PI: Éramos. Mas estamos a envidar esforços para que a situação mude, retirando subsídios aos pescadores e investindo na Marinha. Temos de preservar a retaguarda.

PRSD: Essa insistência na retaguarda deve estar relacionada com a piscadela de olho do seu partido aqui ao PSV, não? Ah ah! Esta foi gira, pá. Foi bem metida.

Moderador: Está a fazer uma piada com as eventuais escolhas sexuais destes candidatos da oposição, creio…

PRSD: Não, ouça, para mim a vida pessoal de cada um é irrelevante em termos políticos.

POVA
:
O problema do nosso mar não é um problema de subsídios ou da armada nacional. É claramente um problema do sistema, e enquanto o sistema não mudar não haverá transparência.

PSV:
Eu gostava de frisar que o PSV está atento aos problemas dos pescadores e quer uma mudança. Para tal tem ideias muito claras com base num choque tecnológico das embarcações marítimas.

Moderador: E que são…?

PSV: …muito claras. São ideias muito claras que estão no nosso programa eleitoral. E os portugueses têm de escolher entre a continuidade e a mudança. E nós trazemos confiança.

BD: Eu acho que é um desperdício a compra de mais submarinos. Creio que deveria haver uma deslocalização dos submarinos para outros países, com proveito financeiro para Portugal.

PRSD: Eu sou contra, e vou lutar contra ventos e marés, dentro de um partido que nos pontapeia na incubadora, num país que nos filma pouco e dá mais audiência à oposição que ao Governo. Mas vou lutar e mostrar que sou do contra.

Moderador: E é contra este projecto em que sentido?

PRSD: Sou Contra. Ponto final. E vou sê-lo, contra ventos e marés, dentro de um partido que nos pontapeia…

Moderador: Ok, acho que já todos percebemos. Avancemos então no assunto. Lembro ao candidato Comodista que pode dar a sua opinião…

PC: Bom, o Partido Comodista quer mudar o país. Mudar a sério.
Eu trago sangue novo e ideias novas, ao contrário deste Governo que pisca o olho à direita, governa mal os trabalhadores, está a servir os grandes interesses do patronato e pratica a política do “Quero, posso e mando”.

Moderador: Eu já ouvi esse discurso algures…

PC: Ouviu agora, fui eu que o disse. É um discurso novo, porque temos de mudar. Mudar a sério.

BD: Ah! Vão deslocalizar o País!

PC: Não. Mas vamos mudar seguindo linhas democratas como as que aplicamos internamente ao Partido, bem como as aplicadas em democracias que alguns camaradas nossos conhecem, como a Coreia do Norte, por exemplo.

POVA: Isso são democracias do sistema!

Moderador: Bom, falemos de política externa. Os senhores são a favor ou contra a permanência da GNR no Iraque?

PSV: Bom, temos de nos imiscuir neste assunto atacando o cerne da questão, e tendo ideias claras que passem por um choque tecnológico na GNR. E agora perguntam vocês “Mas que ideias serão essas?” e eu respondo-vos, olhos nos olhos, com a clareza e confiança que caracteriza o PSV e que vai permitir a mudança na política externa deste país.

POVA: Eu creio que ainda não aflorámos o tema Iraque na sua verdadeira acepção. O problema está no sistema. É um sistema capitalista de ataque ao petróleo, e o sistema tem duas faces: Bush e Blair. E enquanto este sistema vigorar o Iraque continuará a ser uma mina a explorar por estes novos oligarcas mundiais que usam as Nações Unidas a seu bel-prazer.

Moderador: Candidato comodista…

PC: O colega do POVA já utilizou os termos "oligarcas" e "capitalistas", portanto não tenho mais nada a acrescentar. Ah, espere, "fascistas". Falta esse. Bush e Blair praticam o neo-fascismo, piscam o olho à extrema-direita, governam mal os contingentes das Nações Unidas e praticam a política do “Quero, posso e mando”.

BD: Eu tenho plena consciência de que já todos percebemos que a problemática presente neste assunto passa por uma deslocalização do Iraque. O Iraque está rodeado de inimigos históricos e regimes muçulmanos de paz instável, pelo que deveria ser deslocalizado no mapa para território europeu.

PI: Para grande espanto meu, tenho de concordar com o colega do BD. Vamos falar do que é útil. O Iraque é útil à União Europeia. Ok, tem uns ligeiros problemas com direitos humanos, educação das crianças e guerras, mas nada que um cântico do hino nacional nas escolas e quatro submarinos não consigam estancar.
O Iraque tem petróleo útil, e os portugueses têm de saber o que é útil.

PSV: Eu creio que se pode resolver o problema do Iraque, e temos ideias claras para que todos os Homens vivam em comunidade.

PRSD: Deves ter, deves. Maluca!

Moderador: Está a fazer uma piada com a frase “homens em comunidade”, referindo-se ao eventual espírito gay do candidato da oposição, creio…

PRSD: Ah ah! Esta foi boa … Não, ouça, para mim a vida pessoal de cada um é irrelevante em termos políticos.

Moderador: Bom, falemos agora de pensões. Se os senhores formarem Governo, vão melhorar as pensões?

PRSD: Com certeza. Principalmente as pensões com menos condições, como uma em Lisboa em que uma pessoa paga mais de 100 euros para ir dar uma volta com uma brasileira e no final, além de descobrir que a Joana afinal era um Ricardão, ainda se depara com baratas e…

Moderador: Eu estou-me a referir aos idosos…

PRSD: Sim, mas estas medidas também auxiliam os idosos. A medicina avançou muito e hoje em dia, com os Viagras e essas coisas, os idosos também frequentam essas pensões e…

Moderador: Pensões de reforma!

PRSD: Ah, essas. Pois, nós já estamos a convergir, e eu sou amigo dos idosos. Ainda ontem dei 50 cêntimos a um idoso na Avenida da Liberdade e não fui filmado pela televisão, que prefere filmar os comícios da oposição. Mas vamos lutar dentro de um partido que nos pontapeia, num país…

Moderador: Tudo bem. Engenheiro Aristóteles…

PSV: É nosso objectivo trazer as reformas de todos os portugueses para o limiar da pobreza.

Moderador: Ora aqui está uma ideia concreta do PSV!

PC: Eh lá!

BD: É isso! Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe!

PI: A outra passou-se!

Mas em termos de contas públicas isso é praticamente impossível, Eng. Aristóteles.

PSV: Pelo contrário. Nós temos portugueses a ganhar reformas de três, quatro, cinco mil euros. Se trouxermos todos para o limiar da pobreza compensaremos as eventuais subidas de reformas, e ainda sobra dinheiro para promover um choque tecnológico nos pensionistas.
E queria frisar que o Partido Social à Vista devolverá a confiança aos pensionistas, apostando na mudança, em detrimento da continuidade.

POVA: Os pensionistas são as grandes vítimas do sistema, que tem duas faces: a Segurança Social, e agora não me lembro da outra.

BD: O problema está na necessidade de deslocalizar a idade da reforma, e deslocalizar os reformados para o interior, dando-lhes um palmo de terra e um subsídio da UE.
Desta forma, os reformados teriam o que cultivar, comeriam produtos naturais, e como tal não passavam fome nem adoeciam, não fazendo sentido pagar-lhes reforma.

PI: Bom, vamos falar do que é útil para os reformados. Deixe-me só tirar o casaco e pôr a boina…

PC: Os reformados são o nosso cavalo de batalha, até porque são eles que comparecem aos nossos comícios. Camaradas pensionistas, temos de mudar a sério, e romper com esta política de direita que governa mal os pensionistas.

Moderador: Quando fala em romper com a política anterior, fala enfim em ter um espírito renovador…

PC: Renova…?! Cruz credo, homem! Oiça, eu até gosto de o ver na TV e tudo isso, mas não lhe admito que me chame esse tipo de nomes.

Moderador: Peço desculpa, não foi minha intenção. Passemos para um assunto mais polémico. Aborto: sim ou não?

BD: A problemática do aborto reside na retrógrada e preconceituosa sociedade portuguesa. Mas eu acho sinceramente que esta discussão não tem sentido neste círculo de candidatos, porque não vou discutir este tema com esta gente.

Moderador: Queira justificar essa decisão, se não se importa…

BD: É simples. O candidato do POVA está senil, o do PI nunca gerou uma vida, os do PRSD e PSV são divorciados e o do PC é Comodista. Como tal, acho que devíamos deslocalizar o tema de discussão.

PI: Eu sou contra o aborto, porque é indigno uma mulher querer ter direitos sobre si e sobre uma vida que não é a sua. Este debate, aliás, só se põe porque a sociedade portuguesa desleixou-se e deixou as mulheres saírem da cozinha e terem opinião. E isso não é útil.

Moderador: Concorda então com os julgamentos públicos que têm sido feitos?

PI: Não, mas isso não é um problema da lei, mas sim da sua aplicação. Nos bons tempos da PIDE as senhoras seriam devidamente sequestradas e presas num calabouço sem necessidade de intervenções patéticas dos tribunais.

Moderador: Engenheiro…

PSV: Bom, o meu partido tem como objectivo a mudança. E mudança no sentido de promover um referendo, clarificar posições, dar confiança às mulheres portuguesas. Eu sinto os problemas das mulheres portuguesas, apesar de não ser mulher.

PRSD: Mas para lá caminhas! Ah ah ah! Maluca!

Moderador: Está a fazer uma piada com o eventual espírito gay do candidato da oposição, creio…

PRSD: Não, ouça, para mim a vida pessoal de cada um é irrelevante em termos políticos.

PC: Nós somos a favor da despenalização do aborto. Eu trouxe até um discurso preparado por uma camarada minha que passarei a citar:
“Luísa sobe,
sobe a calçada,
sobe e não pode
que vai cansada.
Sobe, Luísa,
Luísa, sobe,
sobe que sobe
sobe a …”

Moderador: Ok, ficámos esclarecidos.

POVA: Eu gostava de esclarecer o povo português sobre este assunto, e referir que o aborto é um filho do sistema, que tem duas faces: a Igreja e as clínicas privadas.

Moderador: Crê mesmo que os abortos são filhos do sistema?

POVA: Sem dúvida. Veja-se o caso do Emplastro, e pergunte-lhe lá quem é o pai dele. Rosto do sistema, claramente.

Moderador: O tempo está a esgotar-se, mas não gostaria de terminar sem debater outro assunto polémico: escândalos Casa Pia e Apito Dourado, como os vão gerir?

POVA: Ora cá está mais um filho do sistema: o processo Casa Pia. Este sistema tem basicamente duas faces: a classe poderosa – políticos, figuras conhecidas – e a opinião popular. E só rompendo com o sistema e sendo imparcial a estes dois tipos de pressão se pode chegar à verdade e punir os efectivos culpados.

Moderador: E quanto ao Apito Dourado?

POVA: Pois, aí já não me recordo de qual é o sistema, confesso… eram uns tipos lá do norte, eram…

PC: Eu estou ciente de que esta problemática resulta da promiscuidade do poder político e de figuras conhecidas, tanto num como noutro caso, e nós propomos um choque tecnológico a este nível.

Moderador: Ena, um discurso articulado!

PC: Ah, peço desculpa, estava a ler o teleponto aqui do meu colega.
Bom, quanto ao futebol, cremos que caminha finalmente numa rota séria, agora que os nossos camaradas russos resolveram entrar em acção.
Quanto ao processo Casa Pia, é por demais sabido que tem como intervenientes figuras públicas reconhecidamente ligadas ao PSV.

PSV: Olha, isso vindo de quem come criancinhas ao pequeno almoço…

PI: Tenho de admitir que a intervenção do colega do PC foi útil. O PSV tem efectivamente nos seus quadros de militância indivíduos que supostamente se intrometem sexualmente com menores!

PSV: Cala-te ó Borboleta do Parque Eduardo VII!

PRSD: Eh eh! Olha as comadres a arranharem-se! Só falta a lama! Malucas! Eh eh!

Moderador: Ah! Agora sim! Está a fazer uma piada com o eventual espírito gay dos candidatos da oposição!

PRSD: Acha que sim?! Ouça, para mim a vida pessoal de cada um é irrelevante em termos políticos.

BD: Eu gostaria de introduzir – salvo seja – uma problemática deveras pertinente neste assunto: a deslocalização.

Moderador: A deslocalização?

BD: Exactamente. O processo Casa Pia está deslocalizado no tempo, daí as incongruências do processo. Tem de se actuar mais cedo, protegendo as minorias, e neste caso concreto as minorias de idade.

Moderador: E o futebol?

BD: O futebol deveria ser deslocalizado para a China, onde os trabalhadores ganham muito menos e pelo menos correm.

Moderador: Bom, infelizmente o tempo urge e sou informado pela régie de que temos de partir para as alegações finais.
Queria então agradecer a todos os candidatos e pedir-lhes para procederem às vossas declarações finais. Começamos pelo candidato do Partido Social à Vista.

PSV: Os portugueses precisam de confiança. E para isso têm de apostar na mudança.
Nós somos os únicos com um programa de choque tecnológico. Pelo contrário, o líder do PRSD é avesso às novas tecnologias, mormente ao blog do Dr. Pacheco Pereira.
Votem na mudança, na confiança. O país está pior, connosco ficará melhor.
Como puderam observar, temos ideias claras e definidas para o país.
Votem no Partido Social à Vista.

Moderador: Dr. Lopes…

PRSD: O país não tem alternativas a nós. Sem querer atacar a vida pessoal de cada um - coisa que eu não faço e sou, eu próprio, uma vítima - queria dizer-vos olhos nos olhos: olhem à vossa volta.
O PRSD concorre contra um Comodista, um “deslocalizado” dos problemas do país, e dois indivíduos demasiado preocupados com as suas retaguardas.
Eu tenho um sonho. Tirar as malucas do poder.
Conto convosco para me ajudarem.
Votem no Partido da Revista Social e Democrata.

Moderador: Dr. Parte a Louçã…

BD: A problemática de Portugal está no facto de ser um país estagnado. O putativo governo do BD pretende deslocalizar alguns temas e impedir a deslocalização de outros.
Defenderemos também todas as minorias e envidaremos todos os esforços para estas o deixarem de ser, desde fornecimento de suplementos de ferro para quem tem minoria de tamanho à importação de brasileiras devidamente vacinadas e legalizadas para quem tem minoria de esposas.
Se querem proteger o país de políticas desajustadas e deslocalizadas, façam como eu: votem Bloco de Direita, porque o perigo está à espreita!

Moderador: Dr. Salazar…

PI: Vamos falar do que é útil aos portugueses. E nós sabemos o que é útil aos portugueses. Submarinos, cânticos nacionalistas, fadas do lar. Este é um Portugal útil, um Portugal de futuro.
Ainda hoje uma sondagem independente da Universidade Moderna dava-me maioria absoluta, o que prova que sabemos que somos úteis.
Tenham um voto útil. Votem no Partido Impopular.

Moderador: Dr. Cunhal…

PC: Temos de mudar. Mudar a sério. Temos de trazer sangue novo, seguir as linhas democratas, lutar contra este poder que governa mal os trabalhadores, pisca o olho à direita e pratica a política do “Quero, Posso e Mando”.
Sejam Comodistas. Votem em nós.

Moderador: E finalmente, Dr. Dias do Sistema…

POVA: Eu tinha um texto, tinha… já não me lembro é onde… Era qualquer coisa com “sistema”, era… bom, votem em nós.

Moderador: Para você que nos seguiu aí em casa, espero que tenha ficado esclarecido com este debate.
Eu sei que não fiquei.
Boa noite.


CGA
JSD e Super Dragões – qualquer semelhança é pura coincidência?

A JSD não pára. Depois de assinarem os cartazes do PSD contra Sócrates e fazerem o “trabalho sujo” da campanha, transformaram a entrada dos estúdios Valentim de Carvalho num comício do PSD e fizeram uma espera tipo escolta ao seu líder.
Cá para mim o Santana contratou estes tipos directamente ao Pinto da Costa. E na volta JSD até quer dizer “Juventude dos Super Dragões” e a malta anda aqui toda enganada.


CGA

Contribuição para um Ambiente melhor

Luís Nobre Guedes, o actual futuro ex-ministro do Ambiente, pede à população da cidade de Coimbra que não deixe entrar na cidade o candidato a primeiro ministro José Socrates. A razão para tal atitude deve-se a um suposto erro político e a uma má decisão política sobre a co-iceneração.

Se todas as povoações fossem seguir à risca a recomendação de Nobre Guedes e não permitissem a entrada a políticos com más politicas, todas as terras deste país seriam um lugar muito mais saudável de se viver.


MAP

quarta-feira, fevereiro 02, 2005

Burgessos da rapaqueca - semana XII

É o Benfica do Nooooorte...

Pessoal, há uma equipa de vermelho treinada pelo Jesualdo e onde quem marca os golos é o João Tomás que vai em primeiro!
É o velho ditado “Se não tens orgulho no cão, orgulha-te do gato”. Eh eh!

Que grande joga no covil dos tripeiros, aquela manta de retalhos de campeão.

O Baía, por exemplo, tem um corpo que se deve estender pela Europa toda neste momento.
O homem consegue ter os pés no Porto e a cabeça em Moscovo! E depois dá aqueles patos dignos para aí de um Ricardo.

O pessoal tripeiro que não para de usar a junção do braço com o antebraço para juntar a cara dos adversários à relva! Agora é a malta boavisteira que se associa ao movimento da CP (Cotovelada Portuense).

Eu propunha até que se comercializassem umas máscaras faciais para a malta que vai jogar ao Porto.
Tipo “Máscaras anti cotovelo, para não te chegarem a roupa ao pêlo”! Eh eh!

O Jim Carrey do Dragão é que está a fazer uma recuperação da operação “à Mantorras”: joga um quarto de hora e sai! Eh eh eh!

Aquele Porto também já não lembra nem ao Menino Jesus, pá. Já se vê mais malta brasileira no relvado do Dragão do que numa discoteca de Bragança!

Entretanto o Benfica lá teve de voltar ao santuário do Féher para ganhar mais uma joga fora da Luz. E ganhou porque felizmente o Nuno Assis ainda só treinou três vezes com o Trappatoni, logo ainda sabe jogar à bola!

A jogada do segundo golo diz tudo: um homem que lateraliza jogo, corre, desmarca-se e quando leva um toque na área não se faz ao penálti, ainda não tem a mística benfiquista, pá! Eh!

Treina lá umas semanas com o Nuno Gomes que te passam logo as manias, oh S. Nuno de Assis, o Salvador.

O Benfas comprou o Delibasic, e eu cá acho que fez finalmente uma compra acertada porque:
1. O Benfica tem finalmente um avançado que consegue marcar ao Porto e ao Sporting;
2. O tipo é sérvio, modos que já vem habituado ao clima do futebol português;

O Sporting é que também esteve em grande, principalmente naquela parte de não comprarem o Jorginho! Eh! Grande pontapé “à Tanque Silva”, pá!

O Couceiro conseguiu refinar tanto as qualidades do brasileiro, que o Porto até decidiu contratar o treinador para ver se ele tem mão na “galera do Dragão”.

O Peseiro, que há uma semana era um tipo bestial, ouviu um coro de assobios quando tirou o Sá Pinto para meter o Mota.
É caso para dizer: oh Peseiro, continua a meter assim o Mota, e ainda vais tu de carrinho! Eh eh eh!

Bom, e por muito que já tenha passo quase uma semana, nem me sentia eu bem se não fizesse uma referência à batalha histórica de quarta-feira, pá.

Aquilo parecia não ter fim, não fosse a pontaria afinada do Miguel Garcia.
Acho que a malta benfiquista devia agradecer-lhe e fazer um cartaz a dizer
“Miguel Garcia resolve”! Eh eh eh!

O golo do Paíto é que é daqueles golos que para mim só é o golo do ano porque é do Sporting.
Se fosse do Benfica, era o golo do século!

Eu quando vi aquele monumento até pensei: “Eh lá, se a CP fizesse túneis tão depressa como o Paíto, não andava o Metro a abarrotar de gente!”

O Peseiro é que se atirou ao João Pereira como um digno sucessor do Mourinho. O homem só não rasgou a camisola do defesa esquerdo do Glorioso porque o Trap meteu dois ao mesmo tempo e trocou-lhe as voltas!

O burgesso treinador lagarto queixou-se que o João Pereira foi um fiteiro. Isto vindo de quem treina o Liedson, cheira-me a telhados de vidro…

Bom, deixo-vos esta semana com um momento culinário.

Piada burgessa da bola:

Que prato se confecciona juntando o Ricardo e o José Castelo Branco?
Um “frango à maricas”!

Eh eh!

Cambada de bichos!

Inté!


CGA