quarta-feira, fevereiro 02, 2005

Burgessos da rapaqueca - semana XII

É o Benfica do Nooooorte...

Pessoal, há uma equipa de vermelho treinada pelo Jesualdo e onde quem marca os golos é o João Tomás que vai em primeiro!
É o velho ditado “Se não tens orgulho no cão, orgulha-te do gato”. Eh eh!

Que grande joga no covil dos tripeiros, aquela manta de retalhos de campeão.

O Baía, por exemplo, tem um corpo que se deve estender pela Europa toda neste momento.
O homem consegue ter os pés no Porto e a cabeça em Moscovo! E depois dá aqueles patos dignos para aí de um Ricardo.

O pessoal tripeiro que não para de usar a junção do braço com o antebraço para juntar a cara dos adversários à relva! Agora é a malta boavisteira que se associa ao movimento da CP (Cotovelada Portuense).

Eu propunha até que se comercializassem umas máscaras faciais para a malta que vai jogar ao Porto.
Tipo “Máscaras anti cotovelo, para não te chegarem a roupa ao pêlo”! Eh eh!

O Jim Carrey do Dragão é que está a fazer uma recuperação da operação “à Mantorras”: joga um quarto de hora e sai! Eh eh eh!

Aquele Porto também já não lembra nem ao Menino Jesus, pá. Já se vê mais malta brasileira no relvado do Dragão do que numa discoteca de Bragança!

Entretanto o Benfica lá teve de voltar ao santuário do Féher para ganhar mais uma joga fora da Luz. E ganhou porque felizmente o Nuno Assis ainda só treinou três vezes com o Trappatoni, logo ainda sabe jogar à bola!

A jogada do segundo golo diz tudo: um homem que lateraliza jogo, corre, desmarca-se e quando leva um toque na área não se faz ao penálti, ainda não tem a mística benfiquista, pá! Eh!

Treina lá umas semanas com o Nuno Gomes que te passam logo as manias, oh S. Nuno de Assis, o Salvador.

O Benfas comprou o Delibasic, e eu cá acho que fez finalmente uma compra acertada porque:
1. O Benfica tem finalmente um avançado que consegue marcar ao Porto e ao Sporting;
2. O tipo é sérvio, modos que já vem habituado ao clima do futebol português;

O Sporting é que também esteve em grande, principalmente naquela parte de não comprarem o Jorginho! Eh! Grande pontapé “à Tanque Silva”, pá!

O Couceiro conseguiu refinar tanto as qualidades do brasileiro, que o Porto até decidiu contratar o treinador para ver se ele tem mão na “galera do Dragão”.

O Peseiro, que há uma semana era um tipo bestial, ouviu um coro de assobios quando tirou o Sá Pinto para meter o Mota.
É caso para dizer: oh Peseiro, continua a meter assim o Mota, e ainda vais tu de carrinho! Eh eh eh!

Bom, e por muito que já tenha passo quase uma semana, nem me sentia eu bem se não fizesse uma referência à batalha histórica de quarta-feira, pá.

Aquilo parecia não ter fim, não fosse a pontaria afinada do Miguel Garcia.
Acho que a malta benfiquista devia agradecer-lhe e fazer um cartaz a dizer
“Miguel Garcia resolve”! Eh eh eh!

O golo do Paíto é que é daqueles golos que para mim só é o golo do ano porque é do Sporting.
Se fosse do Benfica, era o golo do século!

Eu quando vi aquele monumento até pensei: “Eh lá, se a CP fizesse túneis tão depressa como o Paíto, não andava o Metro a abarrotar de gente!”

O Peseiro é que se atirou ao João Pereira como um digno sucessor do Mourinho. O homem só não rasgou a camisola do defesa esquerdo do Glorioso porque o Trap meteu dois ao mesmo tempo e trocou-lhe as voltas!

O burgesso treinador lagarto queixou-se que o João Pereira foi um fiteiro. Isto vindo de quem treina o Liedson, cheira-me a telhados de vidro…

Bom, deixo-vos esta semana com um momento culinário.

Piada burgessa da bola:

Que prato se confecciona juntando o Ricardo e o José Castelo Branco?
Um “frango à maricas”!

Eh eh!

Cambada de bichos!

Inté!


CGA