terça-feira, março 29, 2005

Burgessos da Rapaqueca – Semana XXI


Pessoal, este fim-de-semana não houve bola de pancadaria, mas não foi por isso que não foi uma semana pródiga em efemérides, a começar pelo facto de Porto e Sporting não terem perdido pontos para o Benfica! Eh!

Mas vamos então à semana da bola:

· Acompanhando a moda de vender medicamentos à bruta, os clubes entraram na corrida. Sporting e Porto já se candidataram a vender Ben-U-Ron e Alka Seltzer nos estádios, porque segundo os clubes “os nossos adeptos passam o jogo com dores de cabeça e no final ficam com uma azia dos diabos”.

· José Mourinho participou num encontro para promover a paz entre israelitas e palestinianos. Para se ter uma ideia do feito, as relações entre israelitas e palestinianos são qualquer coisa do tipo Pinto da Costa – José Veiga, mas com menos violência verbal e sem champanhes nem Carolinas Salgados.

Houve quem temesse pelo descontrole do conflito israelo-palestiniano, mas Mourinho retorquiu: “Para quem controlou o cotovelo do McCarthy durante uma época, este conflito armado é canja, pá…”, e lá levou aquela gente toda a bem.

Está-se mesmo a ver que este Mourinho ainda vai ser Nobel da Paz, que será o segundo acontecimento mais hilariante da vida desportiva nacional.

O primeiro, obviamente, é ver o Paulo Almeida campeão de Portugal.

Esse é de ir às lágrimas, caneco.


Com mais um golaço na pequena área a esse gigante do futebol, o Canadá, Pauleta eleva o seu pecúlio pessoal na Selecção para 37 golos, aproximando-se de Eusébio no título de “Melhor Marcador de Sempre da Selecção”.

Mais difícil será destronar o Rei no título de “Melhor Marcador de Sempre na Selecção Contra Equipas Que Sabem O Que É Uma Bola”! Eh!

Para quem ainda duvida de que os canadianos sejam um bando de coxos, trago aqui uma ideia à colação: os tipos sofreram um golo do Hélder Postiga, pá. Tenho dito.

O puto Manuel Fernandes lá marcou mais um golo, desta vez ao serviço da Selecção.

Este médio tem tudo para ser bom: é jovem, é possante, é do Benfica, joga para a frente, marca golos e ganha jogos.

É o que se pode chamar um verdadeiro “Anti-Pedro Barbosa”.

Na baliza da Selecção, a concorrência está ao rubro, derivado da boa condição física quer do Quim quer do Ricardo.

O que não deixa de ser estranho: com o surto de gripe das aves que por aí anda, como é que ainda nenhum destes frangos se constipou?

Por falar em Quim, depois de relegar o Moreira para o banco, o minorca ultrapassou o Ricardo na baliza de Portugal (o que, diga-se de passagem, é bastante mais fácil).

Está visto que no próximo jogo contra o racismo o Quim vai ser o guarda-redes convidado: para jogar um jogo a favor das minorias, nada melhor que uma pessoa menor com sucesso no futebol!

Esta convocatória da Selecção deixou entristecidos os dirigentes do Sporting, que já terão acusado Scolari de discriminação futebolística.

É injusto convocar 5 jogadores do Benfica e 5 do Porto, e só levar 2 do Sporting, esquecendo-se de artistas como Hugo, Beto, Pedro Barbosa e Sá Pinto!

Aliás, olhando para este Sporting vê-se claramente a espinha dorsal da Selecção Nacional, mas na categoria de Velhas Glórias!

Mais triste ainda é verificar que, dos dois convocados do Sporting, nenhum é na prática “Jogador do Sporting”.

Um deles pertence ao Newcastle, logo não é “do Sporting”, e o outro é o Ricardo, logo não é “Jogador”! Eh!

O próximo fim-de-semana pode vir a ser novamente benéfico para o Glorioso, se vencer o Marítimo, derivado de Sporting e Porto terem jogos com grau de dificuldade elevadíssimo: o Sporting porque vai ao Bessa, e o Porto porque joga em casa! Eh!

Para terminara, e para dizerem que não falo bem do Porto, honra lhes seja feita, porque foram o clube que festejou a Páscoa mais a preceito.

McCarthy fez de Jesus Cristo e só vai ressuscitar daqui a 3 jogos, e Carolina Salgado vestiu o seu casaco de vison branco, dando a ideia assim de longe de que o FCP tinha contratado uma galinha para pôr ovos.

Depois é que a malta a viu bem, e lá percebeu que galinha daquelas não tiram nada para fora, antes pelo contrário! Eh eh!

Inté!

CGA

terça-feira, março 22, 2005

Burgessos da Rapaqueca – Semana XX

FALTAM 8 JORNADAS PARA O LUIS FILIPE VIEIRA ANDAR EM CUECAS NO BALNEARIO DO GLORIOSO

Este campeonato está ao rubro, minha gente! Já só faltam oito jornadas para o fim, e há quatro clubes com grandes hipóteses de ficar em segundo! Eh eh!

Eu sei que isto de cantar de galo às vezes dá para baixar a crista, mas depois do fim-de-semana passado e deste percebi que toda a gente quer que o Benfica seja campeão, até o Porto!

Já não bastava levarem 4 do Nacional e serem enxovalhados pelos lagartos, ainda contrataram o guarda-redes do Setúbal durante a semana.

Ora qual foi o primeiro feito do rapaz como jogador do Porto? Deu uma frangalhada frente ao Glorioso!

Isto é gente amiga…

O único tripeiro não amigo dá pelo nome de Bruno Moraes, e deu um golpe de Wrestling ao Petit de tal forma que “aparrou” em cima dele e o rapaz até ficou sem ar.

Eu ao princípio, e tendo em conta que o Bruno Moraes é jogador tripeiro, ainda pensei que a falta de ar do Petit fosse derivada do cheiro nauseabundo que aqueles viscosos emanam, mas não, era mesmo uma lesão!

Em termos de derby Lagartos-Tripeiros propriamente abordado, ontem ficou provado que a culpa do Sporting jogar mal é dos adeptos lagartos. É que quando vai lá malta benfiquista apoiá-los, os tipos fartam-se de correr!

O Peseiro mostrou mais uma vez que é o treinador que vai levar o Benfica à conquista do título, e o Sporting à Taça UEFA… 2006/2007.

Aquela substituição do Douala tem lógica, porque o Peseiro queria gerir o plantel. É que o próximo jogo do Sporting é já daqui a 15 dias!

Ainda por cima a paragem deve-se aos jogos de selecções europeias. Ora o Douala tem tanto de europeu como o Petit tem de africano, ou o McCarthy tem de jogador de futebol.

Por falar em McCarthy, o “Mike Tyson” da Superliga está de volta. Já há quem diga que a folha disciplinar do africano já não é um sumaríssimo, nem sequer um sumário. É uma sebenta de faculdade!

O Couceiro, entre todas as piadas Monthy Pyton que diz cada vez que abre a boca, não gostou do vermelho ao Seitaridis, porque a bola nem ia para a baliza. Isto faz-me lembrar o Pacheco a dizer que um lance não era penalty, porque o jogador ia a fugir para a linha de fundo!

Mas há algum curso de “Nabice na arbitragem para técnicos” no Porto que eu desconheça, tipo “Escolinha Martins dos Santos”?

Mas o que faz chorar as pedras da calçada é esta habilidade do Couceiro para ser anti-Zandinga. Já não bastava dizer que só Porto e Sporting dependiam deles próprios, também disse que se notava a diferença do Porto na era Couceiro em termos disciplinares!

Se este Couceiro calha a dizer que o Benfica vai ser campeão, eu até perco logo a esperança…

Quem ontem encarnou na pessoa errada foi o Liedson, que falhou golos à brava. O raio do minorca passa os jogos com o diabo no corpo, mas ontem a macumba correu-lhe mal e passou o jogo com o Pinilla no corpo! Eh!

E ele bem precisava de um golo, depois de dar uma entrevista que caiu mal a muito boa gente, e também aos sportinguistas.

Ora eu escalpelizei a entrevista do Levezinho e até entendo alguns pontos de vista do pequenote:

  1. O Liedson não quer vestir a camisola da Selecção Portuguesa.

O que se compreende, já que a única camisola para o tamanho dele foi oferecida ao Martunis, o puto do Tsunami.

  1. No Sporting todos gozavam com ele por ser pequenino.

Azarinho. Fosses para o Benfica, que lá a malta goza toda é com o Quim.

  1. Para ter mais visibilidade é melhor mudar de campeonato.

Aqui não concordo, por dois motivos:

1. Liedson, para teres mais visibilidade, tipo… compra umas andas, ou deixa crescer o cabelo até ficares como o Tinga, ok?

2. O Liedson tem visibilidade no Sporting. Pelo menos aquele lance com o Jorge Costa em que ele se atira para o chão tipo cão morto passa a vida a dar nos apanhados da Eurosport!

Esta semana também se ficou a saber que o provável substituto do Peseiro no Sporting é o Mariano Barreto.

É que, para um clube que investe na formação, nada melhor que um treinador que gosta de miúdos.

Foi uma pena o Barreto se ter despedido antes do jogo do Marítimo na Nova Catedral, porque a malta até já tinha umas tarjas preparadas para ele e tudo. A saber:

  1. “Quiseste voltar do Gana, levas com a Catalina Pestana!”
  2. “Niguém duvida de ti. Força, Mariano Rabeto!”

Visto o treinador maritimista não ir, lá temos de voltar ao velho

Quim, Quim, falta-te um bocadinho assim”!

Por falar em Quim, o Trappatoni já arranjou um desculpa melhor que a derrota no Restelo para pôr o Moreira no banco. O treinador já terá referido:

Vejam o anúncio da Sagres e percebem logo o que é que o Moreira faz nos treinos”! Eh!

Entretanto a UEFA pondera expulsar o Chelsea da Liga dos Campeões pelas declarações do Mourinho acerca do comportamento do àrbitro Anders Frisk.

A UEFA já referiu que o mesmo castigo não será aplicado ao Porto pelo facto do “Papa” ter dito que o quarto árbitro se abraçou ao treinador adjunto do Sporting, porque o Porto já não está na Liga dos Campeões, e pelo andar da carruagem também não vai lá estar para o ano! Eh!

Cambada de bichos pegados, com a águia muito à frente!

Inté!

CGA

terça-feira, março 15, 2005

Dói, N’Doye, Hugo?!

Camaradas! O Benfica vai mais lançado para o título que o Paul Tergat na meia-maratona de Lisboa!

Caramba, pá, que vitória!

Basta olhar para a constituição da equipa e ver que há ali mentalidade de campeão. É que, meus amigos, se uma equipa ganha jogos com o Quim na baliza e o Karadas na frente, é porque os outros nove são mesmo bons!

O Mantorras é que criou um incidente diplomático dos diabos. É que, segundo apurámos, o Bush viu o resumo do Benfica-Gil Vicente e descobriu que Angola tem mísseis mais poderosos que os da Coreia! Eh!

É caso para dizer que o Mantorras tem tanto jeito para relações bilaterais com os EUA como o Freitas do Amaral.

Além disso, o raio do Palanca criou um buraco financeiro ao Glorioso: é que o Mantorras marcou um golo a 25 metros com a perna que ainda estava supostamente em convalescença, e lá se vai a guita do seguro!

Eu nem lhe pagava o prémio de jogo, é o que é.

Mas, voltando ao grande Paul Tergat e a essa corrida maravilhosa onde corre todo o tipo de gente, desde pessoas habituadas a ganhar até sócios do Sporting, este foi de facto o fim-de-semana dos grandes movimentos em massa:

- 35 mil pessoas na Ponte 25 de Abril a passar a ponte juntas;

- 30 mil pessoas no Dragão a acenar lenços brancos ao mesmo tempo;

- 25 mil em Alvalade a cantar “Ó Peseiro, vai para casa” em uníssono;

E cantaram bem. É que o treinador lagarto disse no fim-de-semana “Quem perder encosta!”.

Depois da célebre frase do Couceiro “Só o Porto e o Sporting dependem deles próprios”, eu começo a pensar que esta nova fornada de Josés da bola tem qualquer coisa de Zandinga, mas ao contrário!

Já lá diz o povo, “Pela boca morre o peixe”, e eu depois da chazada que o Penafiel deu aos verdes, dei comigo a pensar: “O que é que o Zé Peseiro vai dizer às tropas agora? Irá aproveitar o espírito do nome “Superliga” e dizer: ‘Malta, encostámos mas foi só para meter gasolina’?”

‘Tás feito ao bife, ‘tás!

Em termos de habilidade técnica, “ambos os dois” treinadores mostraram pela enésima vez que são tão bons a fazer substituições como eu a acertar na chave do Euromilhões.

O líder sportinguista ainda tentou copiar a táctica do Benfica, e meter um avançado coxo lá na frente para criar um “efeito-Mantorras”, mas tinha dois jogadores que preenchiam essas habilitações e teve mesmo de atirar uma moeda ao ar para decidir se metia o Niculae ou o Pinilla!

O Couceiro, por sua vez, resolveu entrar na segunda parte sem defesa direito, e transformou a defesa do Porto numa SCUT: toda a gente lá passava sem lhes custar nada!

Bom, aparte toda a graçola futebolística, e analisando o jogo da malta lagarta mais a frio, o Sporting tinha três objectivos: ganhar, evitar cartões ao Liedson e ao Enakarhire, e à falta de Custódios e afins, ver jogadores do Sporting que não são titulares a fazer um bom jogo.

Ora, tirando o primeiro objectivo que foi ao ar, nem o Liedson nem o Enaka levaram cartão, e houve grandes exibições do Nuno Santos e do Edgar Marcelino! Eh! Isto é o que se chama uma “análise à Manuel Fidalgo”.

No meio de tanta cabeça perdida, o capitão Pedro Barbosa provou que tem a cabeça no sítio e sabe bem qual o real potencial do Sporting: pelo menos demonstrou-o quando apareceu no flash-interview com uma t-shirt a dizer “Operação Europa”!

Os sócios lá arranjaram o bode expiatório do costume, o Hugo. Pior: pela forma como ele tropeçou assim do nada, vê-se logo que é um bode expiatório com brucelose! Eh eh eh eh!

Mas, falando mais a sério, eu cá sou da opinião que nenhum jogador é nabo ao ponto de tropeçar daquela maneira. A sério.

Eu sinto que o pobre Hugo até teve um domínio de bola perfeito.

Simplesmente, saltou-lhe uma lente de contacto e ele ajoelhou-se para apanhá-la!

Ai, Hugo, Hugo, se fosses benfiquista não eras tão útil!

Consta que a turma lagarta ficou gelada com esta derrota, e apanharam uma gripalhada valente.

A malta nortenha mostrou logo fair-play e já lhes forneceu muitas caixas dos já famosos:

Supositórios Penafiel: N’Doye nada”! Eh eh!

Mais lá para os lados da Invicta, o FêCêPê – Nacional foi um jogo de grande orgulho para o futebol português: não é todos os dias que um clube Nacional dá quatro secos a um clube brasileiro!

Ao visualizar a partida, percebi finalmente porque é o avançado Pitbull só quer que lhe chamem Cláudio: é que, a ter um cognome canídeo, seria mais do tipo “Cláudio Caniche”! Eh eh!

E depois a malta mandava-lhe bocas tipo “Cão que ladra não morde!” e “Há para aí brasileiros que ladram, ladram, ladram, ladram, e eu não os vejo a morder nada…”, e isso é triste para a moral de um jogador.

Outro grande nome deste Porto é Leandro do Bonfim, que também merece o nome que tem: é que um gajo daquela qualidade é bom é para jogar no Setúbal! Eh eh! Joga mas é à bola que pode ser que o “Papa” te rebaptize “Leandro do Dragão”.

Por falar em Papa, conta-se que o comércio do Porto esta semana vai ter como ponto central o balneário do FCP.

É que, a julgar pelos gritos histéricos do Pinto da Costa só por causa de um golo do Porto em Penafiel, o irónico presidente portista, depois de levar quatro, vai pôr o balneário do FêCêPê ao nível do mercado do Bolhão!

Bom, a verdade verdadinha é que, com esta tabela classificativa, estima-se que na próxima segunda-feira haja 6 milhões de melancias em Portugal.

É que há 6 milhões de benfiquistas que continuam a ser vermelhos por dentro, mas vão-se vestir de verde por fora! Eh eh!

Eu pessoalmente vos digo, camaradas: é mal o Liedson tropeçar nos atacadores e der um mortal e a malta grita logo: “Penalti! É penalti, pá! Coitado do Liedson, passa a vida a levar pancada!” Eh!

Bem, camaradas gloriosos, deixo-vos com o grito de apoio que vai fazer o Benfica ficar seis pontos à frente do segundo classificado:

SPOOOOOOOOORTING!

Até para a semana!

CGA

segunda-feira, março 07, 2005

Burgessos da Rapaqueca - Semana XVIII

Tra-pa-to-ni! Tra-pa-to-ni!

É verdade, pá! As mesmas mãos que abanavam lenços em uníssono, criando o já famoso "Tufão da Catedral" batem agora palmas como se fossem castanholas!

E há motivos para isso: é que o vetusto treinador italiano pôs o Benfas a empatar nas Antas, a ganhar ao Beira-Mar na Luz e a ganhar na Choupana.

O homem matou tantos borregos numa semana que já lhe chamam “Trap, o Talhante”!

Foi uma grande vitória num campo onde jogar concentrado é mais difícil que aguentar um discurso do Santana Lopes sem chorarmos a rir.

É que o Nacional pelos vistos tem o campo sempre a arder: pelo menos têm a sirene dos bombeiros ligada o jogo todo!

Além disso, o Nacional pode-se orgulhar de ter um coro de gente que tem tanta habilidade para cantar como o Zé Castelo Branco para apresentar programas de TV.

Mesmo assim, parece que o coro do Nacional já foi premiado e tudo. Ao que parece, ganharam o sempre apetecido prémio madeirense “Vozes de cana rachada que plagiam cânticos do Alberto João Jardim 2005”, com a sua fantástica laracha:
Quim é que num vê,
Quim é que num acha,
Que é o Nacenal
Que põ a Madêra êm marcha!”

Eh eh eh!

Depois do casal Garcia, foi a vez do macaco Adriano abrilhantar a festa ao Benfas. Consta por aí que as traves das balizas aderiram a uma campanha de solidariedade protagonizada pelo Quim, e que tem por lema:
Nas GRANDES penalidades, ajude os mais PEQUENOS”!

Mas eu cá comecei a sentir que o Benfica podia ser mesmo campeão quando ouvi o Simão a falar à chegada à Madeira, pá.

O nosso pequeno grande capitão fez-me lembrar os bons velhos tempos desse grande capitão tripeiro, o João Pinto! Principalmente naquela parte em que disse aos jornalistas: “Eu já prestei declarações em Portugal!” Eh eh! Vais no bom caminho, vais…

Isto de poder eventualmente ver o Benfica campeão também me entristece, pá. Com que cara é que eu vou contar ao meu puto daqui a uns anos: “… e depois de dez anos de jejum, ganhámos o campeonato com uma equipa maravilhosa onde pontificavam grande nomes como Quim, Fyssas, Everson e o inimitável Paulo Almeida.”

É triste. O que vale é que eu já engendrei outro modo de contar a história ao puto: “Bem, filho, tínhamos uma equipa tão boa, tão boa, que até deixávamos o Moreira no banco!” Eh eh!
É uma hipótese…

O FêCêPê lá aproveitou o facto de não jogar no Dragão e ganhou um jogo. Quem está em grande nos tripeiros é o McCarthy, que passa a vida a facturar, e deu um passo à frente no mundo da publicidade.

Depois de Mário Jardel engendrar umas tramóias com as t-shirts no anúncio do Guaraná, agora foi o sul-africano a inventar uma coreografia para publicitar o “Head&Shoulders”!
Ah ah ah! Esta foi gira, pá. Por acaso foi.

A Liga é que já se pronunciou sobre os festejos do presidente do Porto e vai instaurar um sumaríssimo ao Papa.
É que, apesar do árbitro não ter visto, as câmaras mostram que Pinto da Costa agrediu os adeptos penafidelenses com uma praga de gafanhotos, e suou tanto para ganhar que houve adeptos assistidos pelo INEM no local, por serem alérgicos a banha de porco!

Entretanto, o "Sporting Campeão" juntou-se ao "Santana Lopes Primeiro-Ministro" na categoria de “Eu até queria ser, mas fui dissolvido em Belém”!

O Peseiro passou a semana tão agastado com o facto do Paulo Sérgio poder jogar, que não percebeu que quem devia ter ficado em casa era o Hugo!

Neste jogo, os lagartos ultrapassaram o Glorioso em termos de velharia futebolística.
É que, meus amigos, pior que ser treinado pelo Trappatoni é sofrer um golo do Pelé!

Cá para mim, aquele quarteto defensivo tem qualidade para rivalizar com outro quarteto: o do Gato Fedorento! Eh!

- (Rogério) Ah e tal, Hugo, vai à bola.

- (Hugo) Ah e tal, Enaka, vai tu!

- (Enaka) Ah e tal, não! Ah e tal, não!

- (Rui Jorge) Mau, tu queres ver que a gente vai ter de se chatear?

- (Enaka) Ah e tal, mas a malta é jovem e eu já lá fui, vai tu!

- (Hugo) Mas o que é isto, pá?! É troca não troca, troca não troca, vais tu vou eu... vais mas é tu!

- (Rogério) Puxa a vida, Ricardo, com isto tudo ‘cê já mamou mais um!

- (Ricardo) Eh pá, mas o que é isto, pá?! Mas o que é isto?! É que sinceramente… eh pá, é que quando eu vejo que há aqui à minha frente quatro gajos que falam, falam, falam, falam, falam, falam… e eu não os vejo a fazer nada, pá, fico fulo e dou saltinhos à maricas! Claro que dou saltinhos à maricas!
Ah!...

Cambada de bichos, é o que é!

Inté!


CGA

domingo, março 06, 2005

Burgessos da Rapaqueca - Semana XVII


Ah pois é!


No final do jogo fiquei muito espantado com o Trappatoni. Ora depois do homem ter dito que o Benfica jogou muito melhor com o CSKA do que o ano passado com o Inter, eu pensei que o velhote fosse proferir qualquer coisa do género “O Benfica fez o melhor jogo desde a final europeia de 1962”! Eh!

Cá para mim este Trappatoni deve ser tio do Luís Campos…

Depois de Pinto da Costa no Porto, agora foi o José Veiga que assistiu ao jogo no banco de suplentes. Consta que o Sporting também quis aderir à campanha “Ponha um brutamontes sem maneiras no banco”, mas a Liga só permite um burgesso por equipa, e o Sporting já lá tem o Peseiro!

O Couceiro é que esteve muito bem ao referir que o lance entre o Karadas e o Ricardo- Caceteiro-Júnior Costa foi mal ajuizado. Cheira-me é que quando o Pinto da Costa vir a gravata que o Ricardo Costa fez ao Karadas vai ao balneário dizer-lhe:

“Oube lá, mas tu tás cum a mania de ser sincero?! O carton amarelo ao Ricardinho chega bem, ó morcão!”

Depois da jogatana, a primeira-dama da tripeirada, a sôdona Carolina “As pessoas conhecem-se, as-pessoas gostam-se, as pessoas amam-se” Salgado, resolveu dar espectáculo para a camioneta dos jogadores do Benfica.

Ao que parece, a simpática louraça, ao ver tantos homens sentados em poltronas, lembrou-se dos velhos tempos das casas do Reinaldo Teles! Eh! Maluca!

O Trappatoni é que fugiu ao assunto, e disse que quando os portugueses falam depressa ele não percebe metade das palavras.

Segundo consta, quando a Carol abriu a goela o velhote treinador do Glorioso só percebeu “Ó… …alho! …alho! …asse! …uta!” Eh eh eh! É uma “lâide”!

A lagartagem lá ganhou e encostou-se à rapaziada do derby. Consta que o Estoril, depois das actuações do Yannick contra o Porto e do Amoreirinha contra o Sporting vai pedir uma indemnização ao Veiga por fraude: os homens pagaram o empréstimo de dois jogadores, e o Benfica mandou-lhes dois tijolos!

O Benfica até já estará a pensar em pôr uma cláusula nos próximos empréstimos que impeça os jogadores emprestados de jogar contra os grandes.

Entretanto, o Benfica joga para a taça com o Beira-Mar na Luz, e cá para mim cheira-me que vai ser jogo de goleada.

É que se o Benfica já levou dois com o Simão a jogar, sem o capitão é malta para levar quatro ou cinco!

Eu propunha é que o Benfica fizesse um acordo com a Liga e tranformasse os jogos do campeonato que faltam em jogos de Taça. É que, segundo parece, essa é a única hipótese de jogarmos com o Moreira na baliza! Eh eh! Não ponhas o miúdo na Taça, não…

Bom, cá nos vemos para a semana!

Abraço!


CGA