segunda-feira, abril 11, 2005

Burgessos da Rapaqueca - Semana XXIII

Faltam 6 jornadas para podermos vender o Quim aos russos

Malta, os lagartos estão a ficar mais perto do Glorioso o que, com este calor que se faz sentir, pode ser prejudicial às vias respiratórias!

Ora para quem achava que a arbitragem em Portugal prejudicava os pequenos e desnivelava o campeonato, o árbitro Elmano Santos calou os críticos e esforçou-se por incentivar a luta pelo primeiro lugar!

Já há até um slogan de apoio aos árbitros que diz:

Para um campeonato mano-a-mano, escolha fiscais do Elmano!

De um certo ponto de vista o lance do “fora-de-jogo-só-se-for-na-China” até é compreensível, porque há de facto um jogador muito adiantado nesse lance: o Ricardo!

Analisando mais friamente, o senhor árbitro até pode ter razão: é que, como sabem, têm de haver dois jogadores do Sporting à frente do avançado para não ser fora-de-jogo.
Ora visto que os lagartos empenham parte dos seus jogadores à banca, se calhar a parte do Paíto que estava em linha com o McPhee nem era do clube! Eh eh!

O mais correcto até será dizer: “McPhee só tinha à sua frente um defesa e meio do Sporting e meio defesa do BES!”

Aquilo no fundo até foi um lance informatizado: o McPhee tentou meter um vírus dentro da Rede do Sporting, mas o árbitro funcionou como firewall!

Eu acho é que, com a mudança de tempo, os árbitros devem andar com sinusite e depois cospem para os apitos: é que o apito era dourado, mas ultimamente anda a ficar um bocado esverdeado!

Quem se tramou foi o Glorioso, que perdeu de uma forma pouco habitual: sofreu um golo sem que o Quim tivesse grande culpa nisso!

O Trappatoni bem disse que estava habituado a ganhar campeonatos por um ou dois pontos, e a malta fez logo a vontade ao velhote: já só estamos a três!

O Petit supostamente disse, no final do jogo, que os jogadores do Rio Ave teriam um incentivo extra para ganhar o jogo.
E eu digo supostamente porque um tipo que não tem beiço nunca se faz entender muito bem.
Mas eu fiquei um bocado piurça com o nosso pitbull, pá: ainda se ele dissesse “Hoje o Paulo Almeida correu, deve ter um incentivo extra”, tudo bem…

Mas eu compreendo a ira do Petit: é que o Benfica perdeu com uns tipos que levaram 5-0 do Sporting. E meus amigos, quem é goleado pela lagartagem deve ser tão mau, tão mau, que só consegue ganhar para aí ao Porto! Eh!

Ora pegando na chalaça anterior e mudando-me para a Invicta, aquilo foi um derby um bocado atípico: é que não houve uma única cotovelada em 90 minutos, pá!
Eu às tantas até pensei “Será que isto é um jogo do FêCêPê?”, mas o Pedro Emanuel mandou um biqueiro tal no João Pinto que me tirou logo as dúvidas!

Segundo me chegou aos ouvidos, a malta boavisteira até já tem um refrão para oferecer aos portistas, que é muito engraçado:

“Na primeira volta foi o Cafú,
Na segunda foi o Cadú,
Porto, Porto, Porto, Porto,
Acabas sempre a levar no traseiro!”

Isto na versão nortenha rima, acreditem…

O gang de adeptos portistas até tinha pintado a pantera boavisteira de azul antes da partida, mas no final do jogo tiveram foi que pintar a cara de preto!

Eu no fundo até acho piada a esta troca de coloração entre os clubes: a pantera fica pintada de azul, e o Pinto da Costa está quase a vestir de xadrez!

Falando no “Papa”, a juíza do tribunal de Gondomar tentou proibir o Pinto da Costa de falar com prostitutas, mas entretanto voltou atrás, por se aperceber que isso podia resultar num problema conjugal! Eh!

Mais a sério, a decisão foi revogada porque o advogado do “Papa” disse que ele não podia perguntar a toda a gente com quem conversa “É ou já foi prostituta?”
Ora eu obviamente também não concordo com a pergunta, mas se ele perguntasse “Olha lá, conheces o Reinaldo Teles?” era muito mais subtil! Eh eh!

Força, Glorioso!

Inté!


CGA