terça-feira, abril 19, 2005

"Fumo preto, fumo branco"

Não, meus amigos, não é uma nova "treila" do Kusturica, mas bem podia ser.
É o título ideal para a saga da TVI que tem filmado e dissertado sobre o raio da chaminé do Vaticano o dia inteiro, e que merece até um apoio financeiro do Estado, porque quem dá 70 mil contos pela "Branca de Neve" dá muito mais pelo "Fumo preto, fumo branco", que ao menos tem imagem e tudo.
Já toda a gente sabe o que é a eleição papal, porque é que o fumo tem côr, o que é a chaminé, de que é feita a chaminé, e etcetera.
Creio que, para o assunto ficar completo, só falta um grande debate "moderado" pelaJúlia Pinheiro sobre o assunto que inquieta todos os que veem a TVI com atenção:

"Como é que o Pai Natal consegue entrar naquela chaminé?"

O debate poderia contar com Vitor Melícias, especialista em assuntos eclesiásticos, Santana Lopes, especialista em teorias utópicas e histórias de encantar, e Bibi, especialista em pôr adultos em buracos pequenos.

CGA