sábado, junho 04, 2005

Não (h)á constituição!

A julgar pelos acontecimentos da última semana, a Constituição Europeia deve ser uma coisa mesmo muito má, com graves malefícios para a espécie humana.

O “não” francês até se esperava. Quando se explica a um francês que vai haver uma “Constituição Europeia que se aplica à França”, o “não” é garantido, meus amigos.
Se querem mesmo ver aprovada a vossa constituição na Gália, digam antes que é uma “Constituição Francesa que os outros membros vão copiar”. Aí é garantido que passa, porque essa malta é mais regionalista que os Pinto da Costa.

Agora, o “não” holandês é algo de assustador, até porque eu nem sabia que os holandeses sabiam dizer “não”. Acredito até que as bancas de voto tivessem psicólogos para lhes explicar que há coisas que podemos rejeitar.
As próprias famílias holandesas devem ter recordado aos mais novos os verdadeiros valores da vida nos países baixos.
“Lembra-te, Catherine, tens um emprego sólido na prostituição, uma bela casa com um lindo jardim de cannabis e uma relação sólida com a Ingrid.
E agora vais deitar tudo a perder com essa consituição? Mas que valores te ensinei eu, meu Deus?!”


Na minha opinião, já nem devia haver referendos nos restantes países: uma coisa que quer abranger todo o corpo da Europa, e nem sequer passa nos países baixos, deve ser contra-natura.
Pior: deve ser contra-contra-contra-contra-contra-natura (que em termos lógicos é a mesma coisa que contra-natura, mas a malta gosta é de palavras grandes...)


CGA

2 Comments:

Blogger Tania said...

Vinha deixar uma beijoca ao MAP mas já vi q ele n anda por aqui neste momento.. volto mais tarde ;)

7:09 da tarde  
Blogger Toni burgesso said...

É, o MAP é o Sócrates deste blog.

Faz isto, faz aquilo, escreve aqui, tira as pensões vitalícias ali, vai-se a ver, ah e tal... não.

Mas podes deixar tua beijoca, minha cara, porque a beijoca é como a vida... não é minha, não é tua, é de quem a apanhar. :)

Abraço

CGA

11:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home