quarta-feira, agosto 24, 2005

Escrito algures num safari...

"Liberdade em África"

Ai que prazer
não cumprir um dever.
Ter o país a arder
e não o ir ver!
Fogo é maçada,
Governar é nada.
O sol doira sem legislatura.
O Costa amanha-se bem ou mal,
Sem o primeiro-ministro original.
E o dia, aqui, de tão naturalmente matinal
Como tem tempo, não tem pressa...

Ministros são pastéis, arranjados e com pinta.
Governar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e actividade nenhuma.

Quanto melhor é vir para o Quénia.
Esperar pelas chuvas de Verão,
Quer venham ou não!

Grande é a apatia, o marasmo e as panças...
Mas o melhor do mundo são as festanças,
Flores, música, o luar, e o sol que não me peca
Mesmo quando o meu país está em seca.

E mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não era ministro das finanças,
Nem consta que fizesse um aeroporto...

J.S.

CGA